A cor de uma cidade

Como uma cidade se pode tornar única no seu padrão:

Florença: a cidade pastel



Versus

Granada: a cidade branca



Qual a cor da sua?

The voice

Não há nada mais singular que assistir num dormitório uma pessoa a pedir silêncio aos gritos!

Impeachment com sotaque

Há de facto uma doçura ácida que soa bem no sotaque português do Brasil quando se "fode" alguém com um "im picha me ent"!

Nice version

Transversal

Dica de comunicação

Uma nova conclusão do dia e para pôr no livro de instruções da mulher: - o homem para conseguir concluir o que quer dizer deve começar a conversa pelo fim. Assim sendo a instrução é: comece pelo fim, despache-se para o meio do contexto e sem despender mais de 10s, diga rapidamente para o assunto ou título da conversa pretendida. Entendam homens que devem encarar isto como se tratasse de activar uma fechadura de alta segurança caso contrário ativa um alarme ruidoso, quase eletrocutado por faíscas saídas das sinapses do sistema nervoso feminino e que não lhes restará tempo para chegarem a concluir a vossa ideia pois serão interrompidos, interpretados pelos primeiros curtos-circuito (entenda-se: comparações e redundâncias a que chamamos "bolas de neve"), em que o resultado final acaba no mesmo: "mais valia estar calado, outra vez!"

lay Lady lay

Poupança para consumo

Hoje é o dia mundial da Poupança, diz-me o calendário, as notícias do dia,... e os anciãos que me rodeiam: "No poupar é que está o ganho...". Verdade, a mais pura das verdades e é irrefutável! Nem com a típica tonta resposta de engenharia: "Depende...", conseguia desculpar os meus erros... Olhar para o consumismo nos dias de hoje e todo o gozo e prazer imediato que ele nos dá e achar que nos livramos, assim simplesmente dele, é preciso coragem! Numa mediana introspecção acho francamente que conseguia chegar lá; acho claramente que "aquele cálculo" que se "mudar de tarifário ia poupar uns xi's euros" iria ser tão circundante quanto afinal POUPAR seria simplesmente não ter deixado que os outros criassem em mim "uma necessidade", que não é tão necessária assim pois já vivemos sem ela outrora, e éramos felizes na mesma... E páro a ouvir a notícia, como comecei o dia... e afinal podia ser consumista desenfreado... gastar e bem gasto aquilo que afinal se gasta sem eu conseguir poupar. Se consome na sua natureza e esperar para amanhã não dá para recuperar o de ontem: o meu tempo que posso partilhar com quem quero!